Segunda Outubro 15 , 2018
Text Size
   

Ensino Médio - Uma Política Para a Juventude do Século XXI

Todo o ano o noticiário se repete. Altas taxas de repetência, baixo domínio de habilidades cognitivas dos alunos da final da Educação Básica. Isso mesmo, o estudante com 17 anos não desenvolveu nem as habilidades elementares da leitura, quanto mais a aritmética que o permita ingressar na álgebra do Ensino Médio. O relatório do PISA (Programa Internacional de Avaliação de Alunos) demonstra queda em Língua Portuguesa. A situação é tão grave que a diferença entre um aluno das redes públicas e privadas do Brasil e a média dos países da OCDE é de quase quatro anos de escolaridade. Ou seja, nossos jovens de 15 anos tem menor desempenho no processo de aprendizagem do que as crianças de 11 anos da França, por exemplo. Ficamos em 55ª posição do ranking de leitura, abaixo de países como Chile, Uruguai, Romênia e Tailândia.

 

O óbvio que merece ser registrado é que o problema do Ensino Médio não se resolve ali. O Estado do Rio de Janeiro que melhorou um pouco seu IDEB de 2012, saindo do penúltimo para o 15º. Mas verifique que indicadores de qualidade como número de aulas e total de alunos por turma são favoráveis na análise comparativa do estado com a Região Sudeste (que é a comparação que deve ser feita considerando a forte relação entre indicadores econômicos e educacionais em toda a parte do mundo). Apesar disso os resultados em aprovação e desempenho dos alunos no Prova Brasil e por consequência o IDEB são muito inferiores a Minas Gerais e São Paulo, superando apenas o Espírito Santo.

Continue lendo fazendo o download abaixo:

Clique aqui e faça o download completo da matéria.

Últimas Notícias



Get the Flash Player to see this player.

time2online Joomla Extensions: Simple Video Flash Player Module


Get the Flash Player to see this player.

time2online Joomla Extensions: Simple Video Flash Player Module

Online agora

Nós temos 8 visitantes online

Palestras

Palestras e Consultoria em Políticas Públicas, Educação e Responsabilidade Social.

Escreva para claudiomendonca@claudiomendonca.com.br

Reflexão

Nossas vacilações levam a marca de nossa honradez; nossas certezas, a de nossa impostura. A desonestidade de um pensador se reconhece pela quantidade de idéias precisas que enuncia.
Emil Cioran

 

Membro do:

image image image image image image image image image image
Palestra
#62milliongirls
DC Professores
DC Palestra
Girl Rising
Realizando Palestra na Conferência Nacional das Cidades
Com o Deputado Federal Áureo Lídio, debatendo o Estatuto do Imigrante
Palestra - Mauricio de Sousa
Abertura Oficina de Grafitagem
Abertura Oficina de Grafitagem